logo

AGOSTO É O MÊS VOCACIONAL

Compartilhe este post

Facebook
LinkedIn
Twitter

O mês de agosto é o mês vocacional. Esse ano com um sentido todo especial: estamos vivendo, desde novembro passado, o 3º Ano Vocacional, com o tema: “Vocação, graça e missão” e o lema: “Corações ardentes, pés a caminho” (cf. Lc 24,32-33). 

É sempre prazeroso falar de vocações. “Toda pastoral é vocacional, toda formação é vocacional, toda espiritualidade é vocacional” (PAPA FRANCISCO. Exortação apostólica pós-sinodal Christus vivit, n. 254). Papa Francisco e, com ele, o Ano Vocacional, almejam uma cultura vocacional, onde todos os católicos se sintam vocacionados, isto é, chamados ao discipulado de Jesus Cristo. Viver esse discipulado é a realidade própria de todos os batizados e batizadas, tanto os ministros ordenados como os leigos e leigas. Somos vocacionados, como somos discípulos missionários

Vocação e discernimento vocacional são temas de muita relevância para a Igreja Católica. Sobre vocação entende-se o chamado que Deus faz a cada homem e a cada mulher. Esse chamado exige, da pessoa humana, uma resposta livre e um coração generoso, capaz de assumir os compromissos de ser “sal da terra e luz do mundo”. Já o discernimento vocacional diz respeito ao processo pelo qual a pessoa reconhece sua vocação na Igreja. Segundo Papa Francisco: “a nossa vida e a nossa presença no mundo são frutos de uma vocação divina”, para a qual é preciso um processo de discernimento. “O Senhor continua nos chamando a segui-lo”.

Vivendo o mês vocacional a Igreja celebra todas vocações. Que essa celebração do mês todos nós sejamos protagonistas da verdadeira cultura vocacional. Assim, reconhecendo que elas se alicerçam na própria condição criada por Deus, elas se unam na experiência da sinodalidade, característica essencial de todas as vocações.

Todas as vocações foram lembradas, rezadas e celebradas neste mês de agosto: a vocação presbiteral, no primeiro domingo, com o “Dia do Padre”, a vocação ao matrimônio, no segundo domingo, com o “Dia dos Pais”, a vocação à vida religiosa, no terceiro domingo, dia dos religiosos e religiosas, e a vocação dos leigos e leigas, com o dia do catequista, no quarto domingo.

A vocação é “dom de Deus”. Seja qual for a vocação, ela é abençoada por Deus. É Ele quem chama para servi-lo mais de perto em determinada vocação. Por isso, agradeça a Deus pela vocação que Ele te chamou e peça para que possa ser fiel a essa vocação e que cada filho, cada filha, descubra e siga sua vocação que Deus escolheu para si mesmo.

 

 

Você pode gostar de ler

Destaque-Home-CNBB
Nota da Comissão para Ecologia Integral e Mineração sobre a tragédia em RS (CNBB)

Sinais dos tempos “Hipócritas, sabeis interpretar o aspecto da terra e do céu e, entretanto, não sabeis discernir esta época? E por que não julgais...

horario_avaliacoes_mensais_segunda_unidade
HORÁRIO DE AVALIAÇÕES MENSAIS - 2ª UNIDADE LETIVA (FUNDAMENTAL II)
Preparação para Corpus Christi

PODCAST CORPUS CHRISTI SLZ | EP 1 PODCAST CORPUS CHRISTI SLZ | EP 2        

cronograma_segunda_chamada_bimestral_primeira_unidade_letiva
CRONOGRAMA DE 2ª CHAMADA BIMESTRAL (1ª UNIDADE LETIVA)